Menu
Inicio Nutrição A massa integral é mais saudável que a massa branca?

A massa integral é mais saudável que a massa branca?

Beneficios, diferenças e comparação final. Saiba o que a nutricionista Bárbara Moreira tem a dizer sobre esta questão.

Massa
Pexels

Nos últimos anos a massa foi rotulada como um alimento pouco saudável. A partir desse momento, começaram a aparecer alternativas para a sua substituição, nomeadamente opções que passam pela utilização de grãos integrais.

O integral é melhor?

Dar prioridade a versões integrais dos alimentos pode fazer sentido. “Habitualmente, as versões integrais são mais ricas em vitaminas, minerais e apresentam um teor mais elevado de fibra. Esta característica, associada ao facto de ser um produto com um baixo índice glicémico (mantém os níveis de glicose no sangue estáveis durante mais tempo), traduz-se numa sensação de saciedade mais prolongada.”, explica a nutricionista, Bárbara Moreira.

O grão integral tem benefícios, no entanto, isto não deve ser uma premissa para rotular os alimentos que não os têm na sua composição, como ́ alimentos maus´. Assim como a massa integral, a massa branca incrementa inúmeras vantagens nutricionais à sua alimentação. Para que possa obter o melhor dos dois mundos, que tal optar pela variedade?

Posso comer massa na dieta?

Pode e talvez deva. As massas são ricas em hidratos de carbono, o elemento que o seu corpo utiliza como principal fonte de energia. “As massas destacam-se pelo seu teor em hidratos de carbono que são fundamentais para fornecer ´energia` às células. Aliás, os cereais, derivados e tubérculos, representam o maior grupo da Roda dos Alimentos.”. Relembrando a praticidade e versatilidade da massa, a nutricionista apresenta-a como uma boa opção para incluir na sua alimentação equilibrada. Tenha apenas em atenção, alternar este alimento com outras fontes de hidratos de carbono complexos.

Conheça as diferenças

Para além da distinção em termos de quantidade de fibra, vitaminas e minerais, como referido anteriormente, pode encontrar discrepâncias no valor nutricional. “As diferenças no valor nutricional das massas dependem essencialmente da farinha que está na sua origem, do seu processamento e da adição de outros ingredientes no seu fabrico.” diz Bárbara Moreira. Por este motivo, deve conferir sempre os rótulos e ter em consideração que, de marca para marca, a composição pode variar, ainda que o produto seja o mesmo.

Se gosta de massa integral e não tem nenhuma contra indicação relativa ao seu consumo, a nutricionista aconselha a optar preferencialmente por esta versão. No entanto, se excluiu por completo a massa branca da sua vida simplesmente por receios sem sustentação, volte a fazer as pazes com ela. Com equilíbrio e uma boa confeção, desfrute sem culpa.

Brand Story