Menu
Inicio Perder Peso 5 hormonas que podem por em causa a perda de peso

5 hormonas que podem por em causa a perda de peso

Até come bem, pratica exercício físico com frequência mas os números na balança teimam em não mudar? Talvez o problema seja hormonal.

perder peso

As hormonas são substâncias químicas que regulam praticamente todos os processos do nosso corpo. Frequentemente, deixamos de lado as preocupações para com elas, sem dar conta da verdadeira importância que cada um delas tem para o nosso organismo.

Na necessidade de aumentar ou reduzir o peso, muitas funções do nosso corpo são afetadas. Por isto, esta fase de mudança depende em muitos de tais substâncias.

Neste artigo, apontamos quais as principais hormonas que podem eventualmente estar a por em causa os seus objetivos.

Estrogénio

Para que serve? Para várias funções do sistema reprodutivo.

O estrogénio é uma hormona produzida pelos ovários e glândulas suprarrenais, daí que seja ago apontado apenas à mulher. Os níveis desta hormona elevam-se durante a adolescência, altura em que se começa a ver os efeitos do ciclo menstrual e desenvolvimento físico. É pois nesta fase que o estrogénio cumpre uma posição muito importante: a de metabolizar a gordura e ‘levá-la’ para zonas específicas do corpo da mulher. Assim se justifica o aumento de ancas e curvas a partir desta idade.

Dito isto, o certo é que a função do estrogénio é de grande importância no nosso metabolismo, sobre tudo na menopausa, quando os níveis de estrogénio e progesterona caem.

Insulina

Para que serve? Para regular a glicose no sangue.

A insulina é uma hormona produzida no pâncreas. A sua função principal é a de regular os níveis de glicose no sangue. Portanto, a comida que damos ao nosso corpo afetará de alguma forma sua função.

Quando ingerimos uma dieta rica em hidratos de carbono e açúcar, o pâncreas é forçado a produzir mais insulina, o que resulta no acúmulo de gordura, especialmente se a pessoa sofre de resistência leve ou moderada à mesma.

Cortisol

Para que serve? Para controlar os efeitos do stresse.

A famosa hormona do stress é das piores inimigas para a perda de gordura. A sua função é a de regular a resposta do corpo ao próprio stresse. Produz-se principalmente quando sofremos de muita ansiedade ou nervosismo. Ora, quando produzida em excesso, causa o acúmulo de gordura visceral cujos efeitos variam entre alterar os níveis de insulina no sangue e causar desejos não saudáveis, normalmente por açúcar.

Leptina

Para que serve? Para sentir saciedade.

Esta é a hormona da saciedade. A função da leptina é indicar ao cérebro que estamos com fome ou, pelo contrário, que nos sentimos cheios. Quando seguimos uma dieta rica em gordura, açúcar e hidratos de carbono, os mesmos são armazenados como gordura no nosso corpo, o que leva ao aumento da leptina. Se os níveis de leptina estão altos e nos tornamos resistentes a esta hormona, a sensação de saciedade é inibida e acabamos por comer demais, visto estarmos com um apetite exagerado.

Grelina

Para que serve? Para sentir fome

Essa hormona é o oposto da leptina, pois também afeta a sensação de fome e saciedade, mas de outra maneira. A sua produção relaciona-se com o sistema digestivo, que recebe um sinal de alerta quando o corpo não come há muito tempo.

É comummente conhecida como hormona da fome e a sua principal função é estimular o apetite. É muito importante manter os níveis de grelina estáveis, pois se o corpo secretar mais do que necessário, levará ao acúmulo de lipídios na gordura visceral, o tipo de gordura que é instalada no abdômen e que, em excesso, é altamente perigosa.

Se, apesar de seguir uma dieta saudável e manter-se fisicamente ativo, não conseguir atingir sua meta de perda de peso, é recomendável procurar um nutricionista para considerar se alguma alteração hormonal está atrapalhando o seu caminho ou se simplesmente não está a por em causa a alimentação e plano de treino mais indicados ao seu caso.

Artigo via Women’s Health Espanha.

Brand Story