Menu
Inicio Living 26 factos sobre a história negra que não aprendeu na escola

26 factos sobre a história negra que não aprendeu na escola

Estes abrangem vários tópicos que a vão inspirar a levar a sua investigação para além do Mês da História Negra.

Pexels

Das figuras que causaram impacto, inventores negros essenciais, líderes dos direitos civis, autores premiados e mulheres do século XXI, a história negra é rica nos Estados Unidos da América.

Recursos como o BlackPast.org, o Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana e a Biblioteca do Congresso são excelentes formas de expandir os seus conhecimentos, bem como aprender factos pouco conhecidos da história negra para aprofundar a sua compreensão da cultura afro-americana. Reunimos algumas curiosidades, abrangendo vários tópicos que a vão inspirar a levar a sua investigação para além do Mês da História Negra.

Literatura

01/ Phillis Wheatley foi a primeira afro-americana a publicar um livro de poesia, Poems on Various Subjects, Religious and Moral, em 1773. Nascida na Gâmbia e vendida à família Wheatley em Boston quando tinha 7 anos de idade, Wheatley foi emancipada pouco depois do seu livro ter sido lançado.

Poems on Various Subjects, Religious and Moral, Amazon, 20,01€

02/ Bars Fight, escrito pela poetisa e ativista Lucy Terry em 1746, foi o primeiro poema conhecido escrito por uma negra americana. Terry foi escravizada em Rhode Island quando criança, mas tornou-se livre aos 26 anos de idade após ter casado com um homem negro livre.

03/ Clotel, ou The President’s Daughter, foi o primeiro romance publicado por um afro-americano, em 1853. Foi escrito pelo abolicionista e conferencista William Wells Brown.

Figuras importantes

01/ Caso ainda não soubesse, o criador do Mês da História Negra foi o historiador Carter G. Woodson. Muitas vezes referido como o “Pai da História Negra”, foi o segundo afro-americano a formar-se na Universidade de Harvard com um doutoramento, e é creditado por ter sido um dos primeiros a estudar e pesquisar a história dos afro-americanos.

02/ William Tucker foi o primeiro negro conhecido a nascer nas 13 colónias. Nasceu em Jamestown, Virgínia, em 1624. De acordo com o BlackPast.org, os seus pais eram criados indentados e faziam parte do primeiro grupo de africanos trazidos para o solo colonial pela Grã-Bretanha.

03/ Após anos de notável trabalho como advogado, Thurgood Marshall tornou-se o primeiro afro-americano a servir no Supremo Tribunal dos Estados Unidos da América. Oficialmente nomeado pelo Presidente Lyndon B. Johnson em 1967, ele serviu como juiz até 1991.

04/ Em 1854, John Mercer Langston tornou-se o primeiro advogado afro-americano no estado de Ohio. Passou a servir como reitor do departamento jurídico e vice-presidente da Universidade de Howard. É também recordado como o primeiro afro-americano da Virgínia a ser eleito para um cargo público, especificamente para o Congresso dos Estados Unidos da América.

05/ Anthony Benezet, abolicionista e educador, é creditado com a criação da primeira escola pública para crianças afro-americanas no início da década de 1770.

06/ Depois de se formar na Oberlin College em 1850 com um diploma literário, Lucy Stanton tornou-se a primeira mulher negra nos EUA a obter um diploma universitário de quatro anos.

Música e Televisão

01/ Apelidada “A Primeira Madrinha do Hip-Hop” pela Billboard, a cantora e produtora musical Sylvia Robinson produziu o primeiro disco de rap comercialmente bem sucedido de sempre: Rapper’s Delight, do grupo Sugar Hill Gang. Juntamente com o seu marido, foi coproprietária da primeira editora de hip-hop, a Sugar Hill Records.

02/ O renomado cantor e pianista de jazz Nat King Cole foi o primeiro americano negro a apresentar um programa de televisão: The Nat King Cole Show, da NBC.

03/ Stevie Wonder não é apenas o primeiro artista negro a ganhar um Grammy para a categoria Álbum do Ano, em 1973, mas o primeiro e único músico a ganhar o Álbum do Ano com três álbuns de estúdio consecutivos.

04/ Em 1981, o jornalista Bryant Gumbel tornou-se a primeira pessoa negra a apresentar um programa matinal quando se juntou ao Today show da NBC.

05/ Em 1940, Hattie McDaniel tornou-se a mulher negra a ganhar um Óscar, pelo seu papel em E Tudo o Vento Levou. Vinte e quatro anos depois, Sidney Poitier tornou-se o primeiro homem negro a ganhar um Óscar, pelo seu papel principal em Uma Voz nas Sombras.

Inventores

01/ C.J. Walker criou uma linha de produtos de cuidado capilar para mulheres afro-americanas, levando-a a tornar-se mais tarde a primeira milionária afro-americana. Existe agora uma série Netflix baseada na sua vida, intitulada Self Made: Inspirado na vida de Madam C. J. Walker.

02/ A cientista informática Lisa Gelobter ajudou com a criação do distribuidor Shockwave em 1995, tecnologia essencial que levou ao desenvolvimento da animação na web.

03/ O cientista agrícola George Carver foi responsável pela criação de mais de 500 novos produtos feitos de amendoins e batata-doce, incluindo óleos alimentares, tintas e sabão.

Desporto

01/ Em 1908, após ganhar os 4×400 metros, John Taylor tornou-se o primeiro afro-americano a ganhar ouro nos Jogos Olímpicos. E em 1948, Alice Coachman tornou-se a primeira mulher negra do mundo a ganhar uma medalha de ouro olímpica n amodalidade de salto em altura.

02/ Fundado em 1984, o Rodeo Invitational Bill Pickett é o único rodeio afro-americano em digressão no mundo.

03/ Em 1920, Fritz Pollard e Bobby Marshall tornaram-se os primeiros atletas negros a jogar na NFL. Pollard foi também o primeiro treinador negro do campeonato.

04/ Em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, Gabby Douglas tornou-se a primeira ginasta negra a ganhar o título de Individual All-Around.

05/ Em 1996, Sheryl Swoopes tornou-se a primeira jogadora a assinar com a WNBA, com a liga a estrear-se um ano mais tarde.

Sociedade e Vida

01/ Publicado pela primeira vez em 1936, The Negro Motorist Green Book era um guia completo para viajantes negros sobre locais em toda a América – e eventualmente no estrangeiro – que eram propriedade de negros ou não se envolviam em práticas segregacionistas. O guia foi impresso durante 30 anos. Deixou de ser publicado em 1966, dois anos após a aprovação da Lei dos Direitos Civis.

02/ A mais antiga organização feminina negra de letras gregas, Alpha Kappa Alpha Sorority, Inc., é uma das mais antigas. Foi fundada na Universidade de Howard em 1908. Alpha Phi Alpha Fraternity, Inc., a primeira organização masculina negra de letras gregas, foi fundada em 1906 na Universidade de Cornell.

03/ Estima-se que cerca de 100 mil pessoas escravizadas escaparam para o norte através do Underground Railroad de 1810 a 1850.

04/ Em julho de 1777, Vermont tornou-se a primeira colónia a proibir a escravatura.

Brand Story