Menu
Inicio Sexo Sim, faz bem! 15 benefícios surpreendentes da masturbação

Sim, faz bem! 15 benefícios surpreendentes da masturbação

Sabe o que quer e o que gosta? Vá por nós, esta é a melhor a altura para descobrir! Eis 15 benefícios surpreendentes da masturbação.

Temos notícias incríveis para si: além de ajudar a acabar com a monotonia interminável dos dias de confinamento, a masturbação traz muitos benefícios para a saúde. Não só é boa para o corpo, como ajuda a explorar as necessidades sexuais e a reduz a dor, mas também pode ser boa para a mente.

De fato, como explica Mia Sabat, terapeuta sexual da Emjoy, a masturbação tem vários efeitos positivos no cérebro. Vamos conhecê-los.

Efeitos de masturbação no cérebro

 

1. Liberta as hormonas da felicidade

O cérebro liberta muitas hormonas benéficas durante o orgasmo. São elas: dopamina, frequentemente chamada de hormona da felicidade; endorfinas, os analgésicos naturais do corpo; e ocitocina, também conhecida como hormona do amor. Todas estas hormonas são benéficas para o cérebro e o corpo de várias maneiras, pois aumentam o bem-estar geral.

 

2. Aumenta a autoestima

A ocitocina tem um grande impacto na autoestima. Quando libertada, a ocitocina contribui para sentimentos de maior confiança, principalmente em relação à maneira como percebe o seu corpo, mente e emoções. De facto, um estudo realizado em 2015 encontrou uma ligação entre confiança e masturbação em mulheres, concluindo que as mulheres que se masturbam têm maior autoestima do que as mulheres que não o fazem.

 

3. Melhora o humor

Não é surpresa que uma onda de prazer possa melhorar o humor – mas acha isto um ato de autocuidado? Devia! Ao dar a si mesma amor e atenção, habilita o seu cérebro e corpo a colherem os frutos, tal como aconteceria se estive num relaxante banho de espuma. Os orgasmos, no entanto, adicionam um grau extra de complexidade, pois libertam dopamina e endorfinas, o que a fará sentir-se mais feliz, mais relaxada e com um humor geral melhor.

 

4. Reduz o stress e a ansiedade

A masturbação pode ser uma ótima maneira de aliviar o stress e as preocupações, pois causa uma libertação química que combate a resposta ao stress do corpo. Resultado? Fica mais calma, relaxada e à-vontade… E tudo isto graças à nossa amiga ocitocina. Além de promover a autoestima positiva, a ocitocina ajuda a reduzir o cortisol, responsável pelo stress e pela ansiedade.

 

5. Alívio da dor

As hormonas libertadas durante o orgasmo são tão poderosas que podem até aliviar a dor. Os orgasmos libertam contrações e endorfinas durante o clímax que podem ajudar a reduzir a dor menstrual. Alguns estudos até descobriram que os orgasmos reduzem efetivamente as enxaquecas e as dores de cabeça.

 

6. Ajuda no foco e concentração

A dopamina é um agente químico para o bem-estar que promove sentimentos de felicidade e é frequentemente chamada de ‘molécula de motivação’. A dopamina desempenha um papel importante na capacidade de se sentir motivada e concentrada.

 

7. Melhora a qualidade do sono

Não é mito que o sexo possa fazer muitas pessoas se sentirem pesadas. Uma pesquisa até associou o sexo a um sono melhor e mais tranquilo, graças a todas as hormonas do bem-estar libertadas durante o orgasmo.

 

8. Aumenta a libido

Uma das maiores preocupações de muitas mulheres é a perda de desejo. A masturbação é, sem dúvida, um dos principais métodos que pode usar para aumentar o desejo sexual e aumentar a libido. Cada vez que se masturba, aprende um pouco mais sobre sua mente, corpo e preferências. Compreender como é ou não tocada desempenha um papel fundamental no aumento da libido e do desejo sexual em geral.

 

9. Melhora a relação com o corpo

Aprender a apreciar e a entender a beleza do seu corpo é algo muito poderoso, especialmente porque muitas pessoas lutam para amar o que veem refletido no espelho. Perceber que nos podemos sentir bem pode ajudar no processo de aceitação e apreciação do próprio corpo, que é fundamental para o bem-estar físico e mental.

 

10. Aumenta a perceção de prazer

A consciência do prazer assume um efeito de bola de neve: quanto mais experimenta o prazer, mais pensa nele e, por fim, mais o deseja! À medida que esse desejo aumenta, fará um esforço continuamente maior para alcançar os seus desejos. Pratique a perceção do prazer observando as pequenas coisas que o estimulam no dia-a-dia e explore esses prazeres para ver o que vale a pena perseguir. Ao cultivar essa conexão mente-corpo, tornar-se-á significativamente mais consciente do que faz a sua mente funcionar, mesmo nas menores coisas.

 

11. Mais fácil de atingir o orgasmo

Orgasmos, estimulação e excitação nascem no cérebro. Ao libertar as hormonas com mais regularidade e praticar como gosta de se tocar, será capaz de entender melhor o orgasmo, a duração e a intensidade.

 

12. Cérebro mais saudável

Estudos descobriram que os orgasmos aumentam o fluxo sanguíneo para várias regiões do cérebro – incluindo a região sensorial, o tronco cerebral e as regiões corticais frontais. Ao estimular o fluxo sanguíneo, os orgasmos fazem com que uma onda de oxigénio inunde o seu cérebro – essencialmente dando-lhe um impulso saudável do elemento que ele precisa para prosperar. Como tal, um orgasmo age como um treino para o seu cérebro – causando um aumento na atividade e estimulação.

 

13. Reduz o esquecimento

Muitas pessoas, especialmente aquelas com condições crónicas de saúde ligadas a níveis mais altos de inflamação em todo o corpo, podem vivenciar episódios de esquecimento pontual, uma espécie de nevoeiro cerebral. O nevoeiro cerebral apresenta-se como pensamento mais lento, falta de concentração, esquecimento e/ou confusão. As recomendações para lidar com o nevoeiro cerebral incluem a redução do stress, o exercício e o tempo gasto nas atividades de que gosta. Como se descobriu que a masturbação estimula a produção de endocanabinoides (neurotransmissores que desempenham um papel crítico na regulação do corpo), estimular o sistema endocanabinoide através de ações como orgasmos pode ajudar a reduzir a névoa cerebral.

 

14. Vida mais mindfulness

Quando gosta de um orgasmo, é importante entender que é muito mais do que um ato físico ou sexual. Pode ficar surpreendida ao saber que alguns estudos descobriram que, durante um orgasmo, uma parte da mente se desliga de forma consciente para permitir que experimente o prazer completamente. O que é mais consciente do que estar completamente imersa num momento orgástico? Quando dedica tempo para cuidar do seu corpo e mente, com o objetivo de simplesmente se sentir bem, pratica a atenção plena, o bem-estar e o autocuidado, tudo de uma só vez.

 

15. Melhora a função cognitiva

A masturbação pode ser algo que associa aos adolescentes, mas a verdade é que pode beneficiá-la durante toda a sua vida útil. Um estudo realizado em 2016 descobriu que os idosos sexualmente ativos – incluindo a masturbação – tinham melhor função cognitiva do que os colegas que se abstiveram. Para as mulheres em particular, isso significava melhor recuperação da memória. Parece que a masturbação pode não ser apenas benéfica para o seu cérebro a curto prazo, mas também pode proteger a saúde geral do seu cérebro por muitos anos.

Artigo via Women’s Health UK.

Brand Story