Menu
Inicio Saúde 11 estratégias para acabar com o inchaço do período

11 estratégias para acabar com o inchaço do período

Um dos piores sintomas que se faz sentir nesta altura do mês é, para muitas mulheres, o inchaço. Conheça métodos simples que a podem aliviar.

inchaço

Embora não seja a melhor sensação do mundo, é normal e comum. Estima-se que 70% das mulheres experimentam este sintoma na menstruação, segundo Diana Bitner, ginecologista e obstetra de Michigan. Apesar da normalização do inchaço do período, é totalmente justo, que o queira evitar para que possa fazer os seus treinos, reuniões e passeios sem a dor e desconforto.

Porque é que o inchaço aparece?

Agradeça às oscilações dos níveis de estrogénio e à queda acentuada da progesterona que se verifica ainda antes do aparecimento do seu período. “Quando os níveis de estrogénio são mais elevados, os nossos corpos tendem a reter água”, diz Meggie Smith, obstetra e ginecologista e professora assistente de obstetrícia e ginecologia na universidade do sul da Califórnia.

“A progesterona, que é elevada na última metade do seu ciclo, pode tornar a parte digestiva mais lenta, o que também não ajuda nos sintomas de inchaço”, acrescenta.

Por norma, começa a notar-se um a dois dias antes do início do período aparecer, de acordo com a clínica Mayo. No entanto, algumas mulheres apresentam sintomas até cinco dias antes, interferindo frequentemente com as atividades normais. O inchaço do período desaparece depois de alguns dias de menstruação.

Alivie os sintomas com estas 11 estratégias

Há medidas fáceis que pode aplicar. Priorize alimentos com mais potássio e reduza a cafeína durante alguns dias. Também pode considerar outras alterações, como dormir mais ou cozinhar em casa com mais frequência. Confira a lista abaixo para conhecer estes e outros métodos que a podem ajudar.

1. Escolha alimentos ricos em proteínas e potássio

Complete o seu prato com ingredientes que não promovem o inchaço. “Alimentos ricos em potássio como bananas, melão, tomate e espargos ajudam a promover um bom equilíbrio de fluidos”, diz Isabel Smith, nutricionista e especialista em fitness em Nova Iorque. “O mesmo se aplica às gorduras saudáveis como a chia, os frutos secos e o salmão”, acrescenta.

A proteína é uma aposta segura. “Alimentos que atuam como diuréticos naturais como o aipo, pepinos, melancia, sumo de limão, alho, e gengibre também a farão sentir-se mais leve”, diz Sherry Ross, obstetra ginecologista e especialista em saúde feminina.

2. Afaste-se de alimentos que provocam gases

Brócolos e couves-de-bruxelas podem estar incluídos numa grande parte das suas receitas saudáveis preferidas, mas também contêm um açúcar complexo chamado rafinose. Aos humanos falta a enzima para ajudar a dividir este composto adequadamente, o que leva aos gases e ao inchaço. “Outros culpados dietéticos nesta categoria incluem feijão, couve, couve-flor e alface”, diz Ross.

3. Não salte a rotina de treino

Treinar é provavelmente a última coisa que lhe apetece fazer. Mas os especialistas dizem que aumentar o ritmo cardíaco é uma das melhores formas de aliviar os sintomas da menstruação, incluindo o inchaço.”As pessoas que vivem um estilo de vida mais sedentário tendem a ter sistemas digestivos mais lentos”, diz Ross. Suar pode também ajudar a manter a regularidade e a reduzir a obstipação. Exercícios mais leves, como natação e yoga, são uma boa aposta. Exercícios de alta intensidade podem promover inflamação e, por sua vez, aumentar o inchaço.

4. Reduza a cafeína e o álcool

“O álcool pode aumentar sintomas como a sensibilidade mamária, as mudanças de humor, e o inchaço”, diz Bitner. “E o café pode estimular excessivamente a parte digestiva e irritar o intestino”, acrescenta.

5. Tenha cuidado com os anti-inflamatório

Ibuprofeno e naproxeno bloqueiam os químicos que provocam inflamação, e por sua vez, incham, diz Kelly Roy, obstetra ginecologista em Phoenix. ”

6. Abdique de bebidas gaseificadas e açucaradas

O consumo de bebidas gaseificadas pode fazê-la sentir-se melhor temporariamente, mas vai deixá-la mais inchada, diz Smith. O mesmo se aplica às bebidas açucaradas. “Não se deixe enganar por marcas que usam adoçantes artificiais, esses produtos também a fazem inchar”, acrescenta.

7. Durma mais

“O sono é muitas vezes afetado pelas dores da menstruação, inchaço, e sensação de desmaio”, diz Roy. É nesse momento que o excesso de líquido na barriga volta a entrar no corpo e a ser eliminado, explica ela. Procure descansar oito horas por noite.

8. Fale com o seu ginecologista sobre a pílula

A contraceção oral não tem apenas controlo sob a natalidade, também reduz significativamente os períodos dolorosos e estabiliza as hormonas, diz Roy. “De facto, estudos médicos demonstraram que reduz o efeito da menstruação em mais de 50%”, refere a especialista.

9. Fale de diuréticos com o seu médico

Lauren Streicher, professora clínica de obstetrícia e ginecologia na escola de medicina da Northwestern University Feinberg, por vezes prescreve aos seus pacientes um diurético ligeiro para ajudar no inchaço. “Uma coisa é ganhar um pouco de peso ou inchaço, mas algumas mulheres também adquirem uma sensibilidade mamária realmente significativa devido à retenção de água. Um diurético pode ser muito útil “, diz ela. No entanto, este deve ser utilizado apenas se o seu médico lhe aconselhar e não por iniciativa própria.

Por outro lado, há diuréticos naturais que já pode estar a consumir regularmente, como a cafeína, diz Streicher. “Claro que algumas pessoas não se dão bem com a cafeína, por isso vou sempre dizer aos doentes para também beberem muita água e para nunca restringir líquidos”, refere a especialista.

10. Cozinhe com mais frequência

Nem todas têm tempo ou capacidade para fazer refeições caseiras à noite. Mas quando puder, tente fazer disso um hábito, pois preparar as suas próprias refeições pode diminuir drasticamente o inchaço. “As pessoas desconhecem a quantidade de sal escondido nas refeições dos restaurantes e nos alimentos processados”, diz Streicher. “É por isto que as refeições dos restaurantes sabem tão bem, mas se fizer a sua própria comida pode certificar-se de que não a salga demasiado, o que pode fazer uma enorme diferença no que diz respeito a manter o inchaço baixo”.

11. Não exagere na fibra

É bom ter uma variedade de frutas e vegetais na sua dieta, mas se de repente começar a comê-los em grandes quantidades durante o seu período, poderá sentir um inchaço crescente simplesmente porque o seu corpo não está habituado à fibra, diz Sara Twogood, professora assistente de obstetrícia e ginecologia na universidade do sul da Califórnia.

Sim, o inchaço periódico é normal, mas se o seu ciclo é desregulado ou se este e outros sintomas estão realmente a incomodá-la, fale com o/a seu ginecologista.

O seu médico pode sugerir que mantenha um diário de sintomas, de acordo com a clínica Mayo. Isto irá ajudá-la a manter um registo do seu inchaço e dar ao seu médico dados úteis para ajudar a determinar os próximos passos.

Brand Story